BEM VINDO AO HOSPITAL ESTADUAL DE URGÊNCIAS DE ANÁPOLIS DR HENRIQUE SANTILLO
Huana realiza capacitação de Higiene Oral

Huana realiza capacitação de Higiene Oral

Profissionais se qualificam a fim de promover uma melhor assistência oral em seus pacientes

Com o intuito de orientar e salientar a importância da higiene oral em pacientes internados, o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo – Huana, realizou nos dias 28 e 29 de maio, uma capacitação com enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeutas.

O objetivo foi ressaltar o cuidado com o paciente interno, rotina, material e procedimento operacional. Onde, doença sistêmica possa ser fator de risco para agravamento e/ou instalação de doença bucal, ou ainda, cuja doença bucal possa ser fator de risco para agravamento e/ou instalação de doença sistêmica.

De acordo com a Cirurgiã Bucomaxilofacial Drª. Ângela Amorim Izac, em pacientes hospitalizados, é comum a pneumonia nosocomial, derivada de patógenos oriundos do ambiente hospitalar. “Os pacientes mais acometidos são aqueles submetidos a intubação, caso o paciente aspire conteúdo infectado oriundo da cavidade bucal, a pneumonia pode se agravar, ressaltou”.

É importante sempre observar se tem alguma anormalidades, entre elas, as principais que o enfermeiro pode identificar na avaliação da cavidade bucal, estão a hipossalivação – redução da produção salivar, o trismo – espasmos musculares tônicos, e a perda, redução e alteração da sensação do paladar, além das infecções virais e hemorragia da cavidade bucal.

O equipamento de proteção individual – EPI, como gorro, máscara, luvas e óculos, deve estar completo na hora de realizar esses procedimentos, para a segurança tanto do paciente como do profissional. Vale ressaltar também, que a rotina de higiene bucal tem que acontecer com todos os pacientes, sejam eles independentes ou dependentes, intubados ou não.

Para a Drª Ângela, os enfermeiros e os técnicos de enfermagem “são os olhos de todos os profissionais”, pois, estão mais próximos e em constante contato com paciente. Dessa forma, eles precisam identificar essas anormalidades e avaliar a necessidade de solicitar uma avaliação com o profissional específico.

Fechar Menu
Tradução »
Skip to content